EXECUÇÃO DE POMAR

     A implantação de um pomar exige técnica e dedicação, especialmente no cultivo das árvores.
     A primeira questão é a escolha do local dentro do terreno, o que se torna ainda mais importante se a execução do pomar for feita junto com a construção da casa: o local deve estar livre do trânsito da obra e máquinas. Se a obra tiver duração curta (até 1 ano), provavelmente não vale a pena fazer o plantio das árvores antes do seu término; em obras mais demoradas, dois a três anos já são suficientes para que grande parte das árvores plantadas no início da construção comece a dar frutos. Um ponto importante é a irrigação durante a execução do pomar, o que requer providências para que não falte água.
     Em relação à localização no terreno, as árvores frutíferas preferem a face Norte ou, caso isso não seja possível, a Nordeste, pois quanto maior o sol recebido, mais doces serão os frutos. Uma maneira de garantir boa insolação a todas as árvores é dispor as maiores (abacateiros, jaqueiras e mangueiras) ao fundo, as médias (laranjeiras, goiabeiras e carambolas) no meio e as pequenas (mamoeiro, figueira e bananeira) à frente, impedindo assim que uma faça sombra à outra.
     Vale lembrar que as árvores frutíferas não suportam ventos fortes. Uma boa opção para atenuá-los é a colocação de cercas vivas, utilizando-se árvores como a amoreira, cedrinho e grevilha, entre outras, que devem ficar a uma distância aproximada de 4 metros do pomar, com espaçamento de 2 metros entre elas. Também alguns arbustos, como o hibisco, o buxinho e o bambu, podem ser utilizados com essa mesma finalidade.
     Outro aspecto importante a considerar é o clima da região. O Nordeste brasileiro favorece o cultivo de frutas exóticas, como o caju, a manga, a fruta-do-conde e a jaca, enquanto o Sul e o Sudeste são mais propícios às frutas cítricas, como laranja e limão, ou temperadas, como pera, maçã, figo, caqui e pêssego. Algumas espécies, tais como abacate, acerola, banana, goiaba, jatoticaba, mamão, maracujá, e mesmo laranja e limão, adaptam-se bem a qualquer clima.
     Para preparar o solo, é preciso, antes de tudo, medir o pH: o ideal é quando ele se aproxima de 7. Para corrigir a acidez (pH baixo), pode-se usar calcário dolomítico; já os solos muito alcalinos exigem sulfato de ferro. Para enriquecer a terra, os tradicionais estercos e húmus de minhoca são bons. O equilíbrio perfeito é atingido com o composto NPK (N de nitrogênio, responsável pelo crescimento do vegetal; P de fósforo, que fortalece raízes e facilita a frutificação; e K de potássio, controlador do balanço hídrico da planta), que pode ser adquirido em lojas de jardinagem e deve ser aplicado a cada dois meses.
     Para melhorar a qualidade das mudas, é possível enxertá-las, processo de multiplicação vegetativa que consiste na união de duas plantas diferentes de um mesmo gênero com o objetivo de torná-las apenas uma, de melhor qualidade, garantindo que as espécies tenham mais vigor e aumentem sua produção, além de ser uma alternativa para cultivar plantas de difícil enraizamento. A espécie mais fraca, chamada cavaleiro ou enxerto, terá uma ou mais borbulhas (broto ou gema) fixadas no caule da mais resistente, chamada cavalo ou porta-enxerto. A enxertia deve ser feita na primavera, mas nunca quando as plantas estiverem dando flores ou frutos, e nem em dias de chuva.
     Quanto à poda, os tipos mais comuns são o desbaste lateral, em que corta-se os galhos velhos ou doentes nas laterais, favorecendo um crescimento na vertical, e a poda nas extermidades, acarretando um crescimento lateral, dando à árvore uma aspecto mais arredondado. Em ambos os casos, as podas são executadas com tesouras ou serrotes, sendo preferível executá-las no inverno, quando o metabolismo da planta é mais baixo.
     Na irrigação, é importante não deixar a terra nem muito seca, nem muito úmida; o ideal é regá-la todos os dias, quando estiver muito calor, e a cada dois dias durante o inverno.
     A tabela abaixo mostra qual a época mais recomendada para o plantio de cada fruta, quanto tempo cada uma precisa para dar frutos e o número de safras por ano, sempre lembrando que as variações climáticas e as diferentes espécies podem alterar para mais ou para menos o tempo da colheita.

FRUTA GÊNERO ÉPOCA DE PLANTIO TEMPO ATÉ FRUTIFICAR SAFRAS/ ANO ALTURA DA MUDA (cm) ALTURA DA ÁRVORE (m) DISTÂNCIA ENTRE MUDAS (m)
Abacate * Persea início das chuvas 3 anos 1 20 a 30 7 a 10 10 x 10
Abacaxi Ananas ano todo 18 a 24 meses ano todo 40 1 2 x 2
Acerola Malpighia início das chuvas 3 anos 1 40 1,80 a 2,10 6 x 4
Ameixa Prunus inverno 4 anos 1 80 3 a 5 6 x 6
Amora Morus início das chuvas 2 anos 1 30 3 a 5 4 x 4
Banana Musa início das chuvas 12 a 18 meses ano todo 40 a 60 2 a 3 4 x 4
Caju Anacardium início das chuvas 3 anos 1 20 7 a 10 10 x 10
Caqui Diospyros início das chuvas 4 anos 1 80 5 a 7 6 x 6
Carambola Averrhoa início das chuvas 3 anos 1 30 5 a 7 3 x 4
Figo Ficus inverno 2 anos 1 80 3 a 5 3 x 3
Framboesa Rubus inverno 1 ano 1 40 3 a 5 2 x 0,4
Fruta-do-conde Annora início das chuvas 4 anos 1 20 3 a 5 4 x 4
Goiaba Psidium início das chuvas 3 anos 1 20 a 30 3 a 5 6 x 6
Jaboticaba Myrciaria estação chuvosa 3 anos 2 20 **** 5 a 7 6 x 6
Jaca Artocarpus estação chuvosa 5 anos 1 20 7 a 10 10 x 10
Kiwi * Actinidia inverno 4 anos 1 20 5 a 7 6 x 6
Laranja Citrus estação chuvosa 3 anos 1 80 3 7 x 7
Lichia Litchi inverno 4 anos 1 50 2 a 3 10 x 8
Lima Citrus estação chuvosa 3 anos 1 80 3 7 x 7
Limão Citrus estação chuvosa 3 anos 1 80 3 7 x 7
Maçã Malus inverno 3 anos 1 80 3 a 5 5 x 5
Mamão * Carica ano todo 10 a 15 meses ano todo 15 a 30 3 a 5 3 x 3
Manga Mangifera estação chuvosa 4 anos 1 100 7 a 10 10 x 10
Maracujá ** Passiflora ano todo 1 ano 1 20 caramanchão 3 x 5
Melancia Citrullus ano todo *** 85 a 105 dias 2 20 rasteira 1 x 1
Melão Cucumis ano todo *** 80 a 90 dias 2 20 rasteira 1 x 1
Morango Fragaria fevereiro a maio 60 a 80 dias 2 20 rasteira 0,5 x 0,5
Néctarina Prunus inverno 3 a 4 anos 1 80 3 a 5 6 x 6
Nêspera Eriobotrya inverno 3 a 4 anos 1 50 5 a 7 6 x 6
Pera Pirus inverno 5 anos 1 80 3 a 5 6 x 6
Pêssego Prunus inverno 3 anos 1 80 3 a 5 6 x 6
Pitanga Stenocalyx estação chuvosa 3 anos 2 40 3 a 5 4 x 4
Romã Punica estação chuvosa 3 anos 1 20 3 a 5 5 x 5
Tangerina Citrus estação chuvosa 3 anos 1 80 3 6 x 6
Uva Vittis inverno 3 anos 1 70 a 80 caramanchão 2 x 3
* árvores que exigem a plantação de uma muda macho e uma fêmea para dar frutos
** maracujá, do tipo trepadeira, cultivada em caramanchão
*** em regiões de inverno rigoroso, devem ser plantados entre os meses de agosto e novembro
**** ou 1,80m (muda com cerca de 10 anos)
Obs.: Na região Nordeste, a maior incidência de chuvas ocorre durante os meses de julho e agosto


Fonte: Revista Arquitetura & Construção - jan/94.

Nova Busca - Dicas
Palavra Chave