FORNO E FOGÃO A LENHA

     Mesmo fazendo parte da história dos hábitos alimentares do brasileiros, é cada vez mais difícil encontrar um fogão a lenha. Poucos profissionais sabem como construí-lo, e não há modelos pré-fabricados. Junta-se a isso, ainda, um certo mito de que se trata de uma forma muito trabalhosa e antiga de cozinhar, embora seja também bastante criativa.
     Construído em alvenaria, o fogão funciona com queimadores de ferro unidos numa única chapa e colocados sobre a lenha, assentada numa cavidade própria. Por dentro da câmara de tijolos, ao lado dos queimadores, há um cubo formado por placas de ferro, que é o forno especificamente falando. O calor que emana da lenha tem apenas duas saídas: a dos queimadores, para cima, e a do forno, para o lado.

Forno e fogao a lenha.jpg (16040 bytes)      As ondas quentes circulam justamente entre a parede de tijolos e as placas de ferro, criando algo como uma corrente de calor. Quanto à fumaça, após ter percorrido todo esse trajeto, seu destino final é a pequena chaminé. Mas ela também pode ser aproveitada na defumação de carnes.
     Para completar, o uso de velhas panelas de ferro ajuda ainda mais criar o clima de interior.

     Uma boa idéia para aumentar as vantagens que esse fogão oferece é instalar um reservatório de água na parede junto à lenha, permitindo a obtenção de água quente sempre que se desejar.

Fonte: Revista Arquitetura & Construção - abr/93.

Nova Busca - Dicas
Palavra Chave