TIPOS DE LAJE

     Pré-fabricada de isopor
        • vantagens: leveza; rapidez na montagem; facilidade de instalação de canos e conduítes; preço;
        • desvantagens: não é possível fazer furos na parte inferior; é preciso passar uma cola especial na face aparente do isopor para que o acabamento (chapisco ou gesso) possa aderir ao material.

     Pré-fabricada de lajotas cerâmicas
        • vantagens: é o sistema mais barato para lajes finas que cubram pequenos vãos;
        • desvantagens: frágeis, as lajotas podem quebras no transporte, na colocação e na concretagem.

     Pré-fabricada de painéis treliçados
        • vantagens: dá resistência à peça e facilita seu transporte; sua colocação dispensa encaixes e acabamentos na parte inferior; uso menor de madeira para escoramento;
        • desvantagens: custa, em média, 30% a mais que os demais sistemas pré-fabricados.

     Maciça ou moldada na obra
        • vantagens: menos suscetível a fissuras e trincas (depois de seco, o concreto torna-se um monobloco que dilata e contrai de maneira uniforme);
        • desvantagens: gasto maior de madeira para a base e escoramento; é a mais pesada e, em geral, cara.

     Essa comparação deve ser entendida como referencial, uma vez que, a princípio, qualquer uma das lajes pode ser utilizada em casas, cabendo ao arquiteto e ao calculista determinar a melhor solução para cada caso.

Fonte: Revista Arquitetura & Construção – nov/98.

Nova Busca - Dicas
Palavra Chave